empregabilidade

Evolução do mercado de trabalho: tendências de empregabilidade

A empregabilidade é, basicamente, a capacidade de ser contratado e o interesse de adquirir novas habilidades para crescer ou se manter em um bom emprego. Este tema tem se tornado cada vez mais relevante para as organizações, gestores de RH e colaboradores.

Em um mundo impulsionado pela era digital, é importante compreender a necessidade de se adaptar e investir numa jornada de aprendizado para acompanhar o cenário profissional.

A evolução do mercado de trabalho e as novas exigências na disputa de uma vaga, fizeram com que candidatos e colaboradores entendessem a necessidade de se destacar mais em suas funções.

No texto de hoje, vamos destacar as principais tendências de empregabilidade, a fim de entender o seu significado, os pilares e como é possível desenvolvê-la no ambiente corporativo

Se você ainda não sabe como ela pode auxiliá-lo no desenvolvimento pessoal e profissional, este blog é para você! Aproveite a leitura.!

Aproveite a leitura!

O que é empregabilidade?

A empregabilidade é um indicador essencial para avaliar a economia e garantir o bem-estar da população, além de induzir a capacitação do indivíduo para atender às exigências do mercado de trabalho. Atualmente, uma das principais preocupações é ter um trabalho ou fonte de renda para suprir suas necessidades básicas, mas como garantir uma carreira sólida dentro de um cenário tão competitivo e desafiador?

A busca constante pelo aprimoramento das habilidades profissionais é uma boa forma de se destacar. O conceito da empregabilidade está relacionado ao desejo de crescer profissionalmente e evoluir na área de atuação. A fim de se adaptar às novidades e mudanças da era digital, o profissional precisa estar disposto a se inteirar às novas tecnologias e se manter informado sobre as principais tendências do mercado.

 Confira algumas das principais tendências do mercado

Investir na capacitação profissional dos colaboradores para garantir o desenvolvimento da empresa é tão importante quanto o interesse da equipe em aperfeiçoar seus conhecimentos.

Atrair novos talentos sempre é um desafio para os recrutadores. No entanto, se preparar e ajustar a equipe para implementar as tendências de RH na empresa pode ser um diferencial para entender quais benefícios são mais atrativos para encontrar profissionais qualificados e se destacar em um cenário tão competitivo. Trouxemos algumas das principais tendências para 2024:

Mais benefícios além do salário

Receber apenas um bom salário já não tem a mesma relevância na tomada de decisão sobre escolher uma vaga ou permanecer em uma empresa. A tendência é de que os candidatos optem cada vez mais por posições que ofereçam benefícios diversificados e com mais liberdade de escolha, como planos médicos, apoio psicológico, auxílio financeiro e programas de bonificação.

Menos deslocamentos casa-trabalho

Durante a pandemia da Covid-19 muitas casas se tornaram escritórios e escritórios se tornaram custos para as empresas. Nesse contexto o deslocamento de casa para o trabalho se tornou dispensável, mesmo após a pandemia. As vagas que proporcionam o modelo de trabalho híbrido acabaram ganhando mais força e a preferência dos candidatos, de acordo com estudo realizado pela WeWork.

Educação continuada

Investir na educação dos colaboradores de forma contínua é investir a favor da capacitação destes recursos para novos desafios. Com o lifelong learning, outra nomenclatura utilizada para capacitação interna, passa a ser possível impulsionar os talentos que já se adaptaram aos processos internos e a cultura da empresa, sem que seja necessário buscar novos profissionais no mercado.

Semana com 4 dias de jornada

Testes realizados em diversos países demonstraram que reduzir um dia na carga de trabalho semanal dos colaboradores trouxe resultados positivos, aumento de produtividade, mais lucro para as empresas e satisfação para os colaboradores. Os testes de quatro dias de trabalho na semana já iniciaram em algumas empresas brasileiras, com impacto positivo na redução de turnover e saída voluntária dos colaboradores.

Qualidade de vida no trabalho

Investir na qualidade de vida dos colaboradores, incluindo os cuidados com a alimentação e com a saúde mental e física, pode impactar positivamente no desempenho e resultado das equipes, resultando em uma cultura mais saudável e produtiva. Além disso, incluir benefícios voltados para a qualidade de vida promove a prevenção de doenças crônicas, reduz o estresse, a ansiedade e a depressão.

Employee Experience

Com o objetivo de promover ações que visam o crescimento e bem-estar das equipes na corporação, o EX prioriza a experiência do colaborador em todas as interações, do recrutamento até o término do ciclo na empresa, contribuindo para a retenção de talentos e a construção de um ambiente positivo.

Líderes mais preparados

O papel dos líderes é elevar o patamar da empresa, portanto, investir na formação desses profissionais é garantir uma equipe de alta performance e apostar em um ambiente mais produtivo e rentável. Em alguns casos, o espírito de líder de um colaborador pode passar despercebido. Quantos líderes podem estar ao seu redor?

Equidade de gênero e racial

A equidade é uma pauta discutida constantemente no universo corporativo. Segundo a WeWork, a presença de mulheres, pretos e pardos em cargos de liderança e ainda, a inserção desses profissionais no mercado corporativo, apresenta discrepância quando examinamos o contexto geral do mercado de trabalho.

Complemente sua leitura conhecendo um pouco mais sobre a Cultura Organizacional.

Quais os principais pilares da empregabilidade?

As bases da empregabilidade são divididas em três fatores: conhecimento, competência e rede de relacionamento. Para que o profissional construa uma carreira sólida e atinja a empregabilidade com o propósito de se manter no mercado de trabalho, é necessário desenvolver a união de todos os pilares, garantindo, assim, a capacidade de gerar trabalho, trabalhar e lucrar. A seguir, veja quais são os principais pilares:

  1. Adequação vocacional
    Está relacionada a unir as paixões do indivíduo com os propósitos da carreira. Para garantir o sucesso e a realização profissional, é importante encontrar um campo de atuação que contem com atividades que você tem realmente afinidade para que o trabalho traga satisfação pessoal e que, ao mesmo tempo, corresponda às suas habilidades.
  2. Saúde física e mental
    A condição física e mental é fundamental para aumentar as chances de conseguir um emprego e mantê-lo. Escolher cuidados específicos e investir em hábitos saudáveis pode ser um estímulo para realizar os objetivos da vida pessoal e profissional. Dentre tudo que podemos investir, a saúde e a qualidade de vida devem ser primordiais.
  3. Competência Profissional
    A competência profissional é a facilidade que o profissional tem para realizar determinadas tarefas. Ela envolve habilidades como: proatividade, comunicação. espírito de liderança, adaptação para novas tecnologias. inteligência emocional e qualidades desenvolvidas ao longo da vida com base nas experiências.
  4. Idoneidade
    Para construir uma imagem positiva no ambiente de trabalho, é preciso manter a integridade, a ética, o respeito e a boa conduta. A idoneidade é uma condição necessária para que o profissional consiga boas referências no mercado, além de ser lembrado pelos seus valores e pela honestidade.
  5. Reserva Financeira
    Questões emergenciais são imprevisíveis e, para enfrentar os desafios financeiros sem atrapalhar ou impactar na carreira profissional, é preciso ter um planejamento financeiro que consiga cobrir os gastos inesperados que não estavam previstos no orçamento. Uma boa forma de garantir a estabilidade financeira é reservar uma quantia mensalmente e usá-la somente quando não tiver outra solução.
  6. Relacionamento
    A construção e manutenção de conexões profissionais pode te levar muito além de um networking de oportunidades e eventos. Cultivar relacionamentos e manter a conexão com as pessoas pode ser uma boa forma de criar uma rede de apoio e colaboração.

Como desenvolver a empregabilidade?

 Tendo como referência a importância, as bases e os pilares da empregabilidade, é indispensável saber como desenvolvê-la dentro do ambiente de trabalho e, para isso, trouxemos algumas dicas de como motivar os colaboradores e atrair a atenção de novos talentos:

  • Remuneração: valorizar e reconhecer as habilidades dos colaboradores através de uma remuneração competitiva pode proporcionar uma motivação financeira, resultando em satisfação e comprometimento com a empresa;
  • Benefícios: para contribuir com a qualidade de vida dos colaboradores, desenvolver o interesse pela vaga e impactar diretamente na retenção de talentos, é necessário oferecer benefícios competitivos, como, por exemplo: plano de saúde, licença remunerada, premiações, auxílio para atividades físicas, auxílio creche, cursos, vale alimentação ou refeição, entre outros.
  • Interação: os programas de interação entre os colaboradores criam um ambiente colaborativo, estimulam a comunicação, fortalecem as relações profissionais e fazem com que o dia a dia da empresa seja positivo e produtivo;
  • Suporte: atender às diversas necessidades, sejam elas relacionadas à saúde, bem-estar ou equilíbrio entre vida pessoal e profissional, demonstra cuidado e faz com que os colaboradores se sintam-se valorizados.
  • Diversidade: ao apoiar a inclusão, a empresa abraça a multiplicidade e constrói um ambiente de trabalho dinâmico, inovador, diversificado e progressista. Colaboradores de diferentes origens e perspectivas enriquecem a cultura organizacional, estimulando a criatividade e melhorando a tomada de decisões.
  • Incentivo à educação: oferecer suporte e investir no desenvolvimento contínuo dos colaboradores é uma boa escolha para formação de equipes altamente qualificadas. Os cursos, treinamentos e programas de aprendizado contribuem para a atualização de habilidades, mantendo a equipe alinhada com as demandas do mercado.

Adotar a empregabilidade dentro de uma organização é um passo importante para a construção de um ambiente favorável à retenção. Manter as equipes motivadas em ambientes saudáveis, reduz taxa de rotatividade de uma empresa, e contribui para o desenvolvimento profissional de cada colaborador.

Agora que você compreendeu a importância de desenvolver a empregabilidade, entenda a importância de manter o equilíbrio emocional, para lidar com a vida pessoal e profissional.

Compartilhar esta publicação